Archive | November, 2011

Deputada Estadual Ana Afonso e Comitiva visitam na ASSOBECATY

28 Nov

A deputada estadual Ana Afonso (PT) esteve visitando no Município de Guaiba, na sexta-feira, dia 18. A deputada, colocou o seu mandato à disposição da casa tradicional Assobecaty. que tem uma linha de trabalho que convergem com os compromissos da plataforma política que trabalha questões prioritárias como educação, moradia e saúde”, afirma. Durante audiência Mãe Carmen de Oxalá apresentou projetos que estão sendo elaborados pela entidade, bem como iniciativas já desenvolvidaas e outras que serão iniciadas durante o ano de 2012.

DSC03895_thumb[2]

Na ocasião Deputada e sua comitiva conheceram as dependências da Assobecaty , escutaram atentamente o que a Yalorixá que apresentava as bandeiras de luta e o trabalho realizado pela Assobecaty.

DSC03886_thumb[2]DSC03898_thumb[2]

Finalizando, ficou assinalado grandes possibilidades de futuras parcerias.

Mãe Carmen de Oxalá recebe a Deputada Estadual Ana Affonso

25 Nov

No portão da casa tradicional Assobecaty– Associação Beneficente Cultural Africana Templo de Yemanjá , pela  manhã do dia 25, Mãe Carmen de Oxalá recebeu a Deputada Estadual Ana Affonso na ocasião  a Yalorixá apresentou a Deputada e sua comitiva as dependências da Assobecaty, assim como as  bandeiras de luta e o trabalho realizado  pela entidade.DSC03897_thumb[3]

A Deputada e sua comitiva conheceram as ouviram atentamente os relatos  da Yalorixá mencionava, em relação as bandeiras de luta e o trabalho realizadoDSC03886_thumb[2]DSC03898_thumb[2]

Apoio para as bandeiras de luta entidade  Gruta de Oxum e a Pedra de Xango,

DSC03886_thumb[2]DSC03893_thumb[2]

DSC03896_thumbDSC03889_thumb

Apoio para a Gruta de Oxum e Pedra de Xangô

DSC03898_thumb

Mãe Carmen de Oxalá  e a Deputada Ana Affonso.

Roda de Conversa pela passagem dos 103 Anos da Umbanda no Brasil, mobiliza Religiosos Guaibenses

19 Nov

Vivênciadores da Matriz Africana, Umbandistas  e Candomblé de Guaiba, realizaram  terça-feira (15/11/2011), na sede da Assobecaty- Associação Beneficente Cultural  Africana Templo de Yemanjá, local que  acolheu a estilosa Roda de Conversa, esta atividade foi  dividida em duas partes: a primeira foi feito uma reflexão sobre  os 103 anos da Umbanda no Brasil. A segunda  oportunizou uma ampla discussão , a estruturação das religiões afro-brasileiras (Batuque, Umbanda e Camdomblé) no Rio Grande do Sul, compareceram neste evento, Pai Leonel de Oxum Dôco, Mãe Geni de Kaia, Cacique Neusa,Cacique Nilza de Jurema, Mãe Jane de Obá,  Beth da Flora Santa Bárbara. Os representantes destes seguimentos religiosos  foram recepcionados pela nossa Mãe Carmen de Oxalá. Vejam as fotos.

PB130102PB130100 

Pai Leonel  de Oxum Dôco acompanhados de filhos, Mãe Geni de Kaiá

PB130103PB130104

Cacique Neusa, Cacique Nilsa e a representante da Flora Santa Barbara

PB130101PB130107

Ao final os religiosos  parabenizaram  todos e todas  que no dia de hoje, 15/11/2011  celebraram esta data  de 103 anos de existência da Umbanda no Brasil.

PB130106PB130105

Por isso, Assobecaty faz essa homenagem aproveita essa postagem para desejar a todos os que comemoram o aniversário da Umbanda nesta data , o mais sincero  votos de energia e força para levar ao mundo inteiro a Bandeira de Oxalá, AOS 103 ANOS DA UMBANDA NO BRASIL, PARABÉNS !!!!

Mãe Carmen na Roda de Conversa na Universidade

19 Nov

 

100_1414

Na  noite do dia 27 de outubro, Mãe Carmen de Oxalá foi recepcionada  pelo Coordenador do curso de história, Prof. Roberto Santos, para uma Roda de Conversa com os graduandos do curso de história da Universidade Luterana do Brasil- Ulbra – Canoas.

    100_1412

Com uma atuação religiosa, social e intelectual destacada no Brasil, Mãe Carmen de Oxalá, vem sendo solicitada  em diversos espaços para trabalhar a formação no que se refere  questões relacionadas a religião de Matriz Africana.100_1411

“ Não me atenho no que se refere a posição das mulheres em África,mas, no Brasil e Rio grande do Sul a religião de matriz africana , foi fundada por mulheres negras, e eu aqui nesse espaço represento esse fio de resistência do feminino negro dentro do axé”.  Essas foram as palavras iniciais de Mãe Carmen de Oxalá, ao iniciar a aula com os graduandos do curso de história na noite do dia (27) quinta – feira, onde teve como desafio de não mascarar a realidade das Comunidades Tradicionais de Terreiros do “ Batuque do Sul ”, manifestou a sua posição frente os fatos, 100_1410

Um dos pontos sensiveis da Roda de Conversa foi sobre a herança religiosa que se herda,não se escolhe, a  qual, houveram muitos questionamentos.100_1413

No final da Roda de Conversa Mãe Carmen de Oxalá,  estendeu um  convite, para os alunos irem  a cidade de Guaíba, salientou, que eles, lá,  iram encontrar na prática muitos dos conceitos que são estudados  em sala de aula. Exemplificando, conceitos como Patrimônio Cultural, Patrimônio Imaterial, Terriório negro, Memória, Sitio Hiistórico etc…. Da mesma forma que os convidou para conhecerem a Casa Tradicional Assobecaty- Associação Beneficente Cultural Africana Templo de Yemanjá,  legado  que recebeu de sua Mãe Quina de Yemanjá. O Ilê,  que  esta sob seu comando há 11 anos.

 

A IV Carreta da Mãe Oxum da Praia da Alegria é uma iniciativa da Assobecaty –

18 Nov

Doação de Mãe Dalila de Odé ao Município de Guaíba é a oxum da praia da alegriainscrição que traz aos pés a imponente imagem de Oxum esculpida em madeira maciça, que outrora mirava as águas doces da Praia da Alegria. A controversa generosidade da Mãe de Santo pôs em cheque a administração da prefeitura da cidade nos últimos 4 anos quando o povo de terreiro reunidos pela Comissão Permanente da Lei Municipal da Semana da Umbanda e das Religiões de Matriz Africana, reivindicou o reconhecimento da territorialidade negra e de seu patrimônio imaterial. A discussão em questão trouxe à tona antigas práticas religiosas daquela localidade que não ficavam restritas ao culto de Oxum mas se estendiam por quilometros alcançando uma formação rochosa, identificada nos cultos ao Orixá Xangô, além dos registros históricos das rotas de fuga de escravos vindos de Porto Alegre, mais propriamente do Bairro Tristeza em direção à Praia da Alegria. Coincidência ou não, uma trajetória de libertação da tristeza para a alegria.

Desde que a imagem foi removida da gruta, dado o péssimo estado de conservação do local, a mobilização dos religiosos tem sido incessante: seminários com especialistas no assunto, universidades, Ministério Público, governos  estadual e federal.

Dentre as ações que fortalecem o movimento, está a Carreata da Mãe Oxum da Praia da Alegria, este ano na sua IV edição. Mãe Camen de Oxalá, umas das referências religiosa à frente do debate, percebe que o envolvimento dos pais e mães de santo é crescente mas que a comunidade guaibense em geral, vem aderindo em participação ano à ano.

Para as festividades de 2011, a Comissão responsável está preparando algumas inovações: a carreata como de práxi, parte da Assobecaty em direção à Praia da Alegria mas enquanto o povo espera pela chegada da santa poderá acompanhar em um telão que será instalado à beira d’água, uma programação de audiovisual e mensagens de axé, paralelamente acontecerá o lançamento da rádio Estúdio FM Web, responsável pela cobertura do evento em tempo real pela Internet. Praça de alimentação, venda de souvenirs, e agrados para Mãe Oxum também estão previstos.

A IV Carreta da Mãe Oxum da Praia da Alegria é uma iniciativa da Assobecaty – Associação Beneficente Cultural Africana Templo de Yemanjá e organizada pela Comissão Permanente da Lei Municipal da Semana da Umbanda e das Religiões de Matriz Africana da cidade de Guaíba. Será realizada no dia 03 de dezembro próximo com saida prevista para ás 18 horas da Rua Wenceslau Fontoura, 225 – Bairro Sta Rita com chegada na Praia da Alegria.

Para mais informações: (51) 3055 6655 e (51) 84945770

http://www.slideshare.net/maecarmendeoxala/memorial-das-aes-da-me-oxum-

da-praia-da-alegria

http://grutadeoxum.blogspot.com/

Lavagem da escadaria do Piratini simbolizará diálogo com Matrizes Africanas

18 Nov

 

100_1492Na próxima segunda-feira, 21/11, às 10h30, uma atividade simbólica abrirá a Semana da Consciência Negra no Palácio Piratini. As escadarias da sede do Governo do Estado serão lavadas, com o objetivo de sinalizar o diálogo entre o Executivo e os grupos de Religiões de Matriz Africana e consolidar a cultura e as boas relações. A interlocução foi feita pelo Grupo de Trabalho de Matrizes Africanas, instalado pela Câmara Municipal de Porto Alegre.

As atividades foram definidas em reunião no Palácio na quarta-feira, 9/11, em que estiveram os babalorixás Pai Diba, Pai Jairo, Pai Clóvis e Pai Marcelo, as yalorixás Mãe Rose, Mãe Norinha, Mãe Angélica, Mãe Carmen, o representante do GT da Câmara Municipal, Rafael Duda, e assessoria do governador. O evento ainda discutirá políticas públicas de igualdade racial, em uma audiência com o governador Tarso Genro, na qual também deve estar presente a ministra Luiza Bairros, da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial.

Porto Alegre, 17 de novembro de 2011.

Texto: Idiana Tomazelli – Jornalista em formação

Edição: Marta Resing (reg. prof. 5405)

CELEBRE VISITA NO ILE DE MAE CARMEN DE OXALA

13 Nov

CÉLEBRE VISITA NA ASSOBECATY

Hoje dia 09 de novembro, a ASSOBECATY recebeu a visita  de Camilo de Lelis.O renomado teatrólogo é referência na produção do teatro de rua em Porto Alegre.

Todos os anos a capital gaúcha é agraciada com a Arte Cênica ao ar livre.Camilo de Lelis dirige atores e centenas  de coadjuvantes na já conhecida Procissão do  Morro da Cruz,evento que marca  as comemorações da Semana Santa no cristianismo.

Com intenso amor pela arte, Camilo  e sua equipe transformam o percurso e o local onde é   encenada a  crucificação de Jesus Cristo num cenário emocionante  e encantador .O evento é considerado  tradição na capital,arrasta mais de 30 mil pessoas.

100_1508Conhecedor  da cultura afro-brasileira e de alguns feitos culturais  de Mãe Carmen de Oxalá ,não hesitou  viajou até  o município vizinho.

   A bordo do Catamarã  apreciando as belas paisagens  do cenário natural  do lago Guaíba. Camilo desembarcou no porto da  cidade , onde   foi recepcionado por  Mãe Carmen de Oxalá, presidenta da ASSOBECATY,instituição civil conceituada como referência Afro-cultural e social  no município,no Estado e no Brasil.O motivo do encontro desses dois cidadãos ilustres, é  a  organização da procissão da Mãe Oxum.  Este evento  que foi reativado há  4 anos por uma comissão de  religiosos e estudiosos da cultura afro-brasileira.  O evento  acontece anualmente na cidade  de Guaíba, arrasta centenas de féis e admiradores  da religião afro-brasileira.

O objetivo do encontro  é transformar  a procissão da Mãe Oxum em um mega evento, com cenário e apresentação teatral ,visando respeitar , valorizar  e  disseminar   a temática religiosa e cultural  .

Camilo foi acompanhado por Mãe Carmen de Oxalá  até  a Praia da Alegria, cujo  cenário,é  exuberante. Lá  será realizada a procissão de OXUM   e também abriga   a pedra de XANGÔ,  patrimônio natural  presenteado pela mãe natureza. 

100_1514100_1512 100_1512Mãe Carmen de Oxalá e demais estudiosos estão lutando para que  na Pedra de Xangô seja o mais novo  patrimônio

imaterial da cidade. Luta reconhecida pelos órgãos culturais  do município , que deram uma atenção especial,isolaram   a pedra  para ficar livre de qualquer descuido da população.

Após  o deslumbre e encantamento pelas belezas naturais,Camilo foi conduzido por Mãe Carmen de Oxalá  até  o Museu Carlos Nobre ,espaço cultural  onde abriga  a história de Guaíba  e dos  célebres cidadãos guaibences,  que  contribuíram com  a cultura local.

Lá  receberam  a atenção da Secretaria Municipal da Cultura departamento responsável pelas realizações dos  eventos culturais   do    município.

Ficou tudo acertado,agora é preciso trabalhar muito ,  para a realização do mega  evento  que  será no dia 3 dezembro.Com certeza será uma façanha  cultural.  O nome da cidade conhecida  como berço da Revolução Farroupilha será, citada  nos meios  de comunicações .

A ASSOBECATY se sente contemplada em receber  a célebre visita.

  100_1539Camilo conheceu  todos os recintos da instituição,ficou embriagado pela originalidade e beleza da Mãe Oxum . Pediu para ser fotografado ao lado da imagem,a qual considerou uma obra de arte que também foi avaliada, por uma equipe de intelectuais da academia( História ,sociologia e outras ), como patrimônio imaterial do município  de Guaíba.

Profª Zélia de Araujo Lima (Formação Língua Portuguesa e Literatura)

Atenciosamente

Zélia de Araújo Lima( Profª)