Archive | Memória Ancestral RSS feed for this section

A IV Carreta da Mãe Oxum da Praia da Alegria é uma iniciativa da Assobecaty –

18 Nov

Doação de Mãe Dalila de Odé ao Município de Guaíba é a oxum da praia da alegriainscrição que traz aos pés a imponente imagem de Oxum esculpida em madeira maciça, que outrora mirava as águas doces da Praia da Alegria. A controversa generosidade da Mãe de Santo pôs em cheque a administração da prefeitura da cidade nos últimos 4 anos quando o povo de terreiro reunidos pela Comissão Permanente da Lei Municipal da Semana da Umbanda e das Religiões de Matriz Africana, reivindicou o reconhecimento da territorialidade negra e de seu patrimônio imaterial. A discussão em questão trouxe à tona antigas práticas religiosas daquela localidade que não ficavam restritas ao culto de Oxum mas se estendiam por quilometros alcançando uma formação rochosa, identificada nos cultos ao Orixá Xangô, além dos registros históricos das rotas de fuga de escravos vindos de Porto Alegre, mais propriamente do Bairro Tristeza em direção à Praia da Alegria. Coincidência ou não, uma trajetória de libertação da tristeza para a alegria.

Desde que a imagem foi removida da gruta, dado o péssimo estado de conservação do local, a mobilização dos religiosos tem sido incessante: seminários com especialistas no assunto, universidades, Ministério Público, governos  estadual e federal.

Dentre as ações que fortalecem o movimento, está a Carreata da Mãe Oxum da Praia da Alegria, este ano na sua IV edição. Mãe Camen de Oxalá, umas das referências religiosa à frente do debate, percebe que o envolvimento dos pais e mães de santo é crescente mas que a comunidade guaibense em geral, vem aderindo em participação ano à ano.

Para as festividades de 2011, a Comissão responsável está preparando algumas inovações: a carreata como de práxi, parte da Assobecaty em direção à Praia da Alegria mas enquanto o povo espera pela chegada da santa poderá acompanhar em um telão que será instalado à beira d’água, uma programação de audiovisual e mensagens de axé, paralelamente acontecerá o lançamento da rádio Estúdio FM Web, responsável pela cobertura do evento em tempo real pela Internet. Praça de alimentação, venda de souvenirs, e agrados para Mãe Oxum também estão previstos.

A IV Carreta da Mãe Oxum da Praia da Alegria é uma iniciativa da Assobecaty – Associação Beneficente Cultural Africana Templo de Yemanjá e organizada pela Comissão Permanente da Lei Municipal da Semana da Umbanda e das Religiões de Matriz Africana da cidade de Guaíba. Será realizada no dia 03 de dezembro próximo com saida prevista para ás 18 horas da Rua Wenceslau Fontoura, 225 – Bairro Sta Rita com chegada na Praia da Alegria.

Para mais informações: (51) 3055 6655 e (51) 84945770

http://www.slideshare.net/maecarmendeoxala/memorial-das-aes-da-me-oxum-

da-praia-da-alegria

http://grutadeoxum.blogspot.com/

Pai Enio de Oxum chega ao Orum

1 Nov

Pai Ênio de Oxum Miuá

 Assobecaty-associa-se às manifestações de entristecimento da  comunidade tradicionais de terreiro filhos de Mãe Oxum Miua da Nação Cabinda, o Babalorixá Enio, um dos pilares da Cabinda de raiz,   em sua jornada religiosa foi  reconhecido por sua  extrema  fidelidade e seriedade , pela transmissão do Axé  que recebeu dos ensinamentos  de Pai Romario de Oxalá, ao qual, além de ser filho de nação também, era  sobrinho biológico.  Pai Enio de Oxum. será sempre lembrado por sua missão no Ayé , de personalidade forte e  admirável, das quais a gente começa a sentir um grande vazio,  no momento , em que soubemos de sua  partida para o Orum. Reproduzimos a manifestação pública religiosa da Yalorixá Sandrali no blog   http://sandralibueno.blogspot.com

Dia 01/11/2011 “ Hoje , às nove horas da manhã,  entregamos à Mãe, o corpo do nosso amado Babalorixá Enio D"Oxum Pandá Miuwá.
É uma perda que nos deixa órfãos, mas, podem ter certeza, não nos deixa abandonados. Vivenciaremos nosso luto com dignidade de guerreiros que somos, filhos e filhas de uma majestade que se fez rei pela sabedoria, pela dedicação incondicionavel ao cultos dos orixas da Nação Cabinda. Não reinvindicamos nenhum título de nobreza , mas não permitiremos que ninguem macule nossa bacia. Somos de Cabinda sim, somos de raiz sim e ninguem nos tirará o orgulho de sermos filhos e filhas de Enio d"Oxum, netos e netas de Romario de Oxalá Jobocum Onifan, bisnetos e bisnetas de Madalena d"Oxum Demun, tataranetos e tataranetas de Waldemar d"Xangô Kamuká Barualofina.Eis aí nossos Baba Eguns”

Foto: Jornal Grande Axé

                                                                                                                                      Mulher de Pele Preta: A gota retorna ao Oceano

Jantar com os integrantes do Bloco Ilê Ayê "Negros do Sul – Lá também tem"

20 Jul

"Negros do Sul – Lá também tem" foi o tema escolhido.
100_0844Após  a escolha do  tema  que chama a atenção para a cultura negra no Sul do Brasil. Representantes do bloco tradicional Ilê Aiyê, chegam ao Rio Grande do Sul para realizar a pesquisa para cantarem no carnaval 2012  "Negros do Sul – Lá também tem". Os pesquisadores vieram  reconhecer a grande riqueza cultural de raiz africanas que esta presente no sul do país.

Este registro ocorreu na tarde do dia  ás 16 horas no  Gabinete de Politicas Pública para o Povo Negro da Prefeitura de Porto Alegre.

Irão ocorrer, visitas na capital e interior do estado com pesquisadores e integrantes do  famoso grupo baiano, primeiro bloco afro do país, que estão em Porto Alegre, com o objetivo de buscar informações acerca  história do negro. Recolher material  que irá subsidiar a elaboração do seu tema-enredo para o Carnaval 2012, que é "Negros do Sul – Lá também tem".

100_0851100_0856

Participamos da  recepção para os representantes do grupo,  aconteceu no restaurante Estação Porto, por meio de jantar, na quinta-feira(14). Onde estavam representantes de organizações que compõe o cenário do  movimentos negro  e religioso gaúcho.

 

Amanhã fazem 7 dias da morte fulminante de Pai Ricardo de Ogum, ainda surpreende familiares e amigos

12 Jul

 

100_1333.jpg (1600×1200)Amanhã  fazem  7º dia  em que os familiares, amigos e filhos de santo  se despediram, de Pai Ricardo , 33 anos, que morreu no final da manhã da última quinta-feira(7/7/2011), após apresentar um infarto fulminante. O corpo foi enterrado no Cemitério Municipal de Guaíba.

Pai Ricardo  deixa muitos filhos de santo, além de um vazio muito grande na luta pela Gruta de Oxum e Pedra de Xangô, ele era um ativista da Comissão Permanente da Semana Municipal da Umbanda e das Religiões de Matriz Africana , no municipio de Guaíba, parceiro incondicional da ASSOBECATY.  Segundo a Pai Roni de Ogum , o seu companheiro   começou a manifestar  forte dor no braço, que foi se intensificando, ao mesmo tempo que avançava em direção ao peito durante a manhã. Levado até o hospital  Regional, o quadro se agravou às 11:30  ele sofreu uma parada cardiorrespiratória, morrendo. 

Morre Pai Ricardo de Ogum, na cidade de Guaíba

7 Jul

ricardoA morte sempre causa muitas sensações desagrdáveis, acentua´se mais quando ela surge repentinamente, anunciada sem aviso prévio, a morte de Pai Ricardo de Ogum nos pegou de surpresa e me entristeceu muito, perdi um amigo, que sempre estava a disposição para a luta da religião dentro do municipio, dentro de seu Ilê deixa muitos filhos órfãos e na cidade muito amigos.

A morte de Mestre Borel, símbolo da cultura negra de Porto Alegre

5 Jul

A morte de Mestre Borel, nesta segunda-feira (4), deixa Porto Alegre sem um ícone da cultura negra. Mestre Xangô, de formação alabé, criado nos bairros Ilhota, onde nasceu Lupicínio Rodrigues e onde hoje é a Areal da Baronesa, cantada por Giba Giba, o reduto da negritude porto-alegrense no bairro Cidade Baixa. Ele tinha 85 anos de idade.

Em um documentário produzido recentemente, Mestre Borel, ancestralidade negra em Porto Alegre, ele fala das origens dos negros na capital, seus moradores e o movimento cultural. Discorre sobre as matrizes religiosas africanas e o convívio com os antepassados. O documentário fornece, também, uma interessante paisagem geográfica, um passeio sobre a antiga cidade através de fotografias. E trata a Areal da Baronesa como ponto nevrálgico da cultura negra.

O documentário é realizado pela mesma equipe que produziu Os Caminhos Invisíveis do Negro em Porto Alegre: A Tradição do Bará do Mercado, agraciado com o Prêmio Manuel Diégues Júnior, pelo Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular (CNFCP) na categoria Importância do tema para área, em 2008, na 13ª Mostra do Filme Etnográfico, no Rio de Janeiro.

Walter Calixto Ferreira, o Mestre Borel, nasceu em Rio Grande. Seus ancestrais são nigerianos. Desde 1980 morava no bairro Restinga.

O vídeo pode ser visto no youtube, no endereço www.youtube.com/watch?v=pjNI-FFXVaE (Foto:OLAVO RAMALHO MARQUES)

FONTE: Todo dia Online, Coluna João Almeida
 

Parte para ou Chega no Olorun um Guerreiro, não sei.

5 Jul

P9_mborel2Nos últimos três anos venho fazendo uma reflexão, reflexão está que hoje resolvi em poucas linhas colocar no papel para ver a posição de cada um de vocês Companheiros e Companheiras de luta e de caminhada.

Hoje, dia 05/07/2011 nos despedimos no Cemiterio Jardim da Paz de nosso Mestre Borel.

Lá encontrei Irmaos e Irmãs de luta e de caminhada, que na maioria das vezes não nos encontramos pelas divergências partidárias, mas estamos nos encontrando na partida de nossos Grios.

Será que continuaremos divergindo nos interesses partidários, em vez de construirmos na vivencia de nossos Mestres.

Lá não vi nenhum dos políticos que elegemos. Será que Mestre Borel não merecia este respeito.

Ao Mestre, que pouco convive, mas muito me ensinou e aprendi, quero lhe agradecer pelo aprendizado e pela simplicidade com que sempre esteve a nossa disposição.

Que o Grande Pai lhe acolha e lhe dê as honras que lhe são merecidas.

Asé Grande Mestre, continue olhando por nós.

José Antonio dos Santos da Silva

Secretário Geral da UNEGRO/RS 

José Antonio dos Santos da Silva
51.91792404 – Claro
51.95284570 – Vivo
53.99491618 – Vivo
51.84908721 – Oí
51.82490039 – Tim
"Quem é de Axé diz que é!
"Ogun ko nife o si ewu lona wa"
"Com a proteção de Ogun não haverá nenhum perigo em nosso caminho".
Assistente Supervisor
Forever Living Producto Brasil
"Ubunto" é uma antiga palavra Africana, cujo significado é: "humanidade para todos".
Ubunto também quer dizer "Eu sou o que sou devido ao que todos nós somos".
Página pessoal –
http://joseantoniodossantosdasilva.blogspot.com
http://twitter.com//JASSRS62
Página da UNEGRO Nacional – www.unegro.org.br